O SAMBO foi trazido para o Brasil graças ao trabalho do Sr. Carlos da Rosa Maia (Presidente da CBAS) e o Sr. Marcelo Capano (Secretário Geral da CBAS), membros fundadores e dirigentes da Confederação Brasileira Amadora de SAMBO (CBAS), com a ajuda dos demais membros Marcus da Rosa Maia (Tesoureiro da CBAS), Pedro Carlos Moreira (Vice Presidente da CBAS) e Marcus de Campos Albuquerque (Relações Públicas da CBAS).

Essa campanha começou em 2007 com a parceria entre o Sr. Marcelo Capano e Carlos Maia, que representaram de forma brilhante o Brasil na Copa ALBERT ASTAKHOV, na Venezuela. O trabalho concretizou-se em 2008, quando houve a primeira participação do Brasil em um Campeonato Mundial, com o atleta Marcus de Campos Albuquerque, do Rio de Janeiro, em St. Petersburgo – Rússia.

Nesse mesmo evento o Presidente da FIAS, o Sr. David Rudman, reconheceu o Brasil como membro da FIAS (Federação Internacional Amadora de Sambo) entregando o certificado de membro ativo ao Presidente da CBAS, Carlos da Rosa Maia.

A CBAS é, também, membro fundador da Pan American Sambo Federation – FEPAS, e membro da International Sambo Federation – FIAS.