Sambo no Brasil

O SAMBO foi trazido para o Brasil graças ao trabalho do Sr. Carlos da Rosa Maia (Presidente da CBAS) e o Sr. Marcelo Capano (Secretário Geral da CBAS), membros fundadores e dirigentes da Confederação Brasileira Amadora de SAMBO (CBAS), com a ajuda dos demais membros Marcus da Rosa Maia (Tesoureiro da CBAS), Pedro Carlos Moreira (Vice Presidente da CBAS) e Marcus de Campos Albuquerque (Relações Públicas da CBAS).

Essa campanha começou em 2007 com a parceria entre o Sr. Marcelo Capano e Carlos Maia, que representaram de forma brilhante o Brasil na Copa ALBERT ASTAKHOV, na Venezuela. O trabalho concretizou-se em 2008, quando houve a primeira participação do Brasil em um Campeonato Mundial, com o atleta Marcus de Campos Albuquerque, do Rio de Janeiro, em St. Petersburgo – Rússia.

Nesse mesmo evento o Presidente da FIAS, o Sr. David Rudman, reconheceu o Brasil como membro da FIAS (Federação Internacional Amadora de Sambo) entregando o certificado de membro ativo ao Presidente da CBAS, Carlos da Rosa Maia.

A CBAS é, também, membro fundador da Pan American Sambo Federation – FEPAS Hoje representada pela UPASA (União Panamericana de SAMBO), e membro da International Sambo Federation – FIAS.

JIMMY em 2005 (Escola Jorge Jabour- RJ)
Em 2008 com Fedor Emelianenko (St Petersburg- Rússia)
Em treinamento com instrutores pan americanos
Em 2008 recebendo a Certificação FIAS (St Petersburg - Rússia)
Seminário em Porto Velho - RO
No evento Arnold Classic
Realização do Beach SAMBO RJ
Previous
Next

O SAMBO na Brasil teve seu primeiro momento nos anos 1999 e 2000, quando o Venezuelano José Gregório entrou em contato com o professor Carlos JIMMY Maia, em 2000 a seleção de wrestling treinou com os instrutores venezuelanos (José Gregório, Freddy Uchoa e ABEL Franco), este último apresentou o sambo ao Professor Carlos JIMMY Maia.  A partir deste momento, o professor Carlos JIMMY Maia recebeu através do então presidente da FEPAS Emílio Alonso a tarefa de massificar o Sambo no Brasil.Começando a caminhada do SAMBO no brasil, o professor levou seu conhecimento a vários cantos do Brasil, e em 2007 com o Sr Marcelo Capano, entramos na luta para a criação da CBAS. em 2007 ainda o professor esteve na Venezuela em treinamento e participando da Copa Astarov de SAMBO, e recebeu o convite do Sr Marcelo Compte para ir a Rússia apresentar a proposta da criação da Confederação Brasileira de SAMBO, o que aconteceu em 2008 com a ida do atleta Marcos Albuquerque e o professor Carlos Maia. A CBAS foi criada com três federações bases RJ,RS e RO, e hoje temos varias candidatas e muito trabalho sendo desenvolvido em todo o Brasil. Estados como  ES,SC,PR,MT, MA,PI,RN,PA estão se aprontando e já com suas federações em andamento. São Paulo e Minas Gerais são dois pólos que estão a frente, São paulo recebendo os atletas para vários eventos estaduais, Nacionais e Internacionais (Feira Arnold Classic). Praticamente 22 anos após os primeiros passos, hoje temos 23 medalhas em Pan americano e participação em vários mundiais, nossa meta agora é chegar as Olimpíadas.